...pensamentos, meditações, esboços e outros apontamentos de um pastor!

13
Ago 14

Aquele que se considera um Super Astro fica inchado de tal maneira que, na sua proeminente forma, irradia luz, como se da sua própria luz se tratasse. Tenta ofuscar tudo e todos que se encontram à sua volta. Tem sido assim nestes últimos dias, mas também tem sido assim ao longo dos tempos. Com a sua excessiva vaidade, brilha, brilha e brilha a noite inteira, mas ainda assim deseja brilhar mais durante o dia.

Na sua vaidade esquece algo muito importante que faz com que a humildade fique completamente apagada. Por mais que brilhe nunca poderá ofuscar a Luz do Astro Rei. Toda a opulência acaba sempre passado algum tempo. Aquele que a si mesmo se exalta, porque não tem luz própria, vai-se apagando. A luz que dele sai, na verdade, não passa de um pequeno reflexo da Luz que do Astro Rei é emanada.

 “Porque toda a carne é como a erva, e toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor;
Mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.” (I Pedro 1:24-25)

Pr. Jaime Fernandes - pechanense às 15:48

arquivos
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

21 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links

blogs SAPO